unix shell

O interpretador de comandos dos sistemas operacionais Unix e Unix-like é a interface tradicional para operar o computador. Por meio de comandos, o usuário direciona o sistema para tarefas específicas.

O interpretador, conhecido como shell, normalmente suporta uma linguagem de script para que os comandos possam ser executados de maneira sequencial, permitindo automatizar tarefas rotineiras.

Mas, internamente, o que faz o shell? Bem, as etapas básicas são as seguintes:

  1. imprime o prompt de comando: $ para usuário ou # para root
  2. lê a linha digitada pelo usuário
  3. remove CRLF (\r\n) e depois separa a linha em strings, onde houver espaço
  4. fork(): duplica o conteúdo do próprio processo (parent) no sistema, criando um processo filho (child)
    • no child: execvp() executa o comando digtado – tipo ls -l
    • no parent: wait(NULL) aguarda o processo filho terminar

Embora os shells mais avançados como bash e csh possuam uma enorme quantidade de funções, tais como as da biblioteca readline, um shell apenas com as etapas mencionadas acima funciona perfeitamente.

Aqui está o exemplo:

/* 20090118 - AF */
#include <stdio.h>
#include <string.h>
#include <unistd.h>
#include <sys/wait.h>

static char *stripcrlf(char *line)
{
    char *p;
    for(p = line; *p; p++)
        if(*p == '\r' || *p == '\n') { *p = '\0'; break; }
    return line;
}

static void split(char *line, char **args)
{
    while(*line) {
        while(*line && *line == ' ') *line++ = '\0';
        *args++ = line;
        while(*line && *line != ' ') line++;
    }
}

int main()
{
    char *p, line[4096], *args[sizeof line/2];

    for(;;) {
        fprintf(stdout, getuid() ? "$ " : "# ");
        fflush(stdout);

        memset(line, 0, sizeof line);
        if(!fgets(line, sizeof line, stdin)) {
            fprintf(stdout, "\n");
            clearerr(stdin);
            continue;
        }

        p = stripcrlf(line);
        if(*p) split(p, args);
        else continue;

        if(!fork()) {
            if(execvp(args[0], args) == -1) perror("exec");
        } else wait(NULL);
    }
    return 0;
}

NOTA: a imagem no topo foi criada por Paul Bourke em 1989, encontrada neste site.

Anúncios

One Comment on “unix shell”

  1. Gracias par esto ,estaba buscando information de este topico,y tu lo tienes aqui,muchas gracias


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s